Apesar de triunfo com Switch e Zelda, Nintendo tem passado de obsolescência programada - Casa da Tecnologia
Site Overlay

Apesar de triunfo com Switch e Zelda, Nintendo tem passado de obsolescência programada

Apesar de triunfo com Switch e Zelda, Nintendo tem passado de obsolescência programada

Veja todos os recursos perdidos em cada console da Nintendo

 Embora a Nintendo acumule sucessos com o Switch, seu console híbrido lançado há sete anos, e “The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom”, último grande lançamento para a plataforma, o tratamento dado pela empresa aos produtos antigos é de negligência e descontinuação antecipada de serviços utilizados pelos jogadores.

Tanto os consoles de mesa quanto os portáteis lançados pela companhia com serviços online –o Wii e Wii U, e o DS e 3DS, respectivamente– já não possuem acesso à loja virtual, para compra de jogos digitais, nem aos serviços de atividade social incluídos nos produtos e aos serviços de terceiros, como a Netflix.

A Nintendo também desativou os servidores para jogo online do Wii e DS em 2014, impedindo que os donos dos consoles compartilhem partidas mundialmente. No Wii U, alega fazer manutenção nos servidores de Mario Kart 8 e Splatoon desde o dia 2 de março –quase três meses.

A título de comparação, os consoles Xbox 360 e PlayStation 3, lançados em 2005 e 2006, respectivamente, ainda possuem acesso aos serviços digitais de compra de títulos e de streaming. O mesmo ocorre com seus sucessores, o PlayStation 4 e o Xbox One, ambos introduzidos ao mercado em 2013.

Os servidores para partida online nos produtos da Sony e Microsoft também continuam ativos. Vale lembrar que os serviços de partida em rede nestes videogames são pagos, enquanto as redes da produtora de “Mario”, “Pokémon” e outros sucessos podiam ser acessadas gratuitamente.

Procurada pela Folha para comentar o motivo do rápido desligamento de serviços a seus produtos antigos, a Nintendo não respondeu até a conclusão deste texto.

A primeira investida online da gigante japonesa ocorreu na sétima geração, quando o Wii e o DS trouxeram a Nintendo Wi-Fi Connection, sistema de jogatina multiplayer na internet. Vieram com os consoles plataformas de interação social, como mensagens entre usuários, canais de notícia e previsão do tempo, além de enquetes e compartilhamento de conteúdo.

Já em janeiro de 2012, a companhia lançou sua segunda geração de serviços digitais, a Nintendo Network. No mesmo ano, veio o Miiverse, rede social do Wii U e 3DS visando integrar os donos dos dois produtos com mensagens, desenho e ajudas em jogos oferecidos nas plataformas.

Em 2013, a empresa descontinuou todos os serviços de interação social online do Wii. No ano seguinte, veio a desativação da Nintendo Wi-Fi Connection, e sobrou aos consoles da sétima geração somente a compra de títulos.

Por fim, as lojas do DS e Wii foram fechadas em 2017 e 2019, respectivamente, inviabilizando a obtenção de vários jogos vendidos exclusivamente em formato digital.

Em março de 2017, a Nintendo lançou o Switch, console atual da companhia, e com ele veio uma terceira geração de serviços digitais da empresa, agora pagos –para poder jogar em rede, acessar conteúdos exclusivos e até salvar os jogos em armazenamento na nuvem.

Sete meses depois, a empresa japonesa anunciou a descontinuação do Miiverse no mundo todo, impedindo o envio de mensagens entre jogadores do Wii U e 3DS. O Wii U Chat, serviço de ligações de vídeo entre os consoles, foi desativado em dezembro do mesmo ano.

Entre 2020 e 2021, todos os aplicativos de streaming disponíveis deixaram de oferecer seus serviços aos consoles da oitava geração da Nintendo, e finalmente, em março deste ano, a eShop, loja digital dos videogames, foi fechada, mantendo-se somente a possibilidade de jogar online.

Segundo levantamento do site Videogame Chronicle, mais de mil jogos exclusivos de 3DS ou Wii U lançados apenas em versão digital ficarão fora do mercado. É o caso de “Dr Luigi” e “Pokémon Rumble U”, para o Wii U, e de “Pokémon Picross”, para 3DS, entre outros.

Veja todos os recursos perdidos em cada console da Nintendo:

Nintendo DS, lançado em 2004

Nintendo DSi Shop (loja digital), PictoChat (troca de mensagens), Nintendo Wi-Fi Connection (jogos online), DSi Download Play (download de demonstração gratuita de jogos)

Nintendo Wii, lançado em 2006

Wii Shop Channel (loja digital), News e Forecast Channel (divulgação de notícias e previsão do tempo), Nintendo Channel (canal de divulgação de novidades no console), Nintendo Wi-Fi Connection (jogos online), Check Mii Out Channel (rede social), Everybody Votes Channel (rede de enquetes e opiniões), serviço de envio de mensagens entre jogadores e serviços de streaming (YouTube, Netflix, Amazon, Hulu, Crunchyroll)

Nintendo 3DS, lançado em 2011

Miiverse (rede social entre jogadores), Swapnote (aplicativo de mensagens com conteúdo multimídia), Nintendo eShop (loja digital), serviços de streaming (YouTube e Netflix), Nintendo Image Share (compartilhamento de capturas de tela em redes sociais, como o Facebook e o Twitter)

Nintendo Wii U, lançado em 2012

Miiverse (rede social entre jogadores), Wii U Chat (aplicativo de ligações de vídeo entre donos do console), Nintendo eShop (loja digital), Nintendo TVii (conteúdo televisivo no console), serviços de streaming (YouTube, Netflix, Amazon, Hulu, Crunchyroll), Nintendo Image Share (compartilhamento de capturas de tela em redes sociais, como o Facebook e o Twitter)